previous month Julho 2017 next month
D Se T Q Q Se S
week 26 1
week 27 2 3 4 5 6 7 8
week 28 9 10 11 12 13 14 15
week 29 16 17 18 19 20 21 22
week 30 23 24 25 26 27 28 29
week 31 30 31
Personalidades PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A Freguesia de Valongo do Vouga teve na sua história personalidades que, através das suas qualidades intelectuais, morais e sociais, contribuíram para o desenvolvimento, progresso e para o bem-estar dos seus conterrâneos.

Eis alguns nomes ilustres da nossa freguesia:

Frei António Pereira

Nasceu na Quinta do Sobreiro, por volta do ano de 1625.

Foi um religioso da Ordem dos Pregadores; Prelado Maior do Estado da Índia; deputado da Mesa de Consciência do Estado da Índia; deputado do Tribunal de Santo ofício de Évora.

Bispo João Gomes Pacheco

Nasceu na Quinta do Sobreiro, por volta do ano de 1670.

Foi Abade de Santa Maria de Castelo, Bispado de Viseu; Cónego Penitenciário da Santa Igreja Catedral de Viseu; Reitor do Seminário de Viseu; Ministro da Mesa da Justiça Eclesiástica do Bispado de Viseu; Vigário Geral e Provedor do Bispado de Viseu e Bispo Conde de Coimbra.

Dr. Agostinho Pacheco Teles

Nasceu na Quinta do Sobreiro, em 1692.

Formou-se em Direito e exerceu os cargos de: Juiz de Fora na cidade de Braga; Auditor Geral do Minho; Ouvidor Geral do Rio de Janeiro (Brasil); Superintendente Geral das Minas de Goiaz no Rio de Janeiro (Brasil).

Dr. José Agostinho Figueiredo Pacheco Teles

Nasceu no lugar de Aguieira, em 8 de Agosto de 1752.

Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra e foi Fidalgo da Casa Real; Administrador do Morgado de Louroza de Besteiros e Conselheiro-Mor do concelho de Vouga.

Dr. Agostinho Baptista Teles de Figueiredo Pacheco

Nasceu a 15 de Setembro de 1794 no lugar de Aguieira.

Bacharel formado em Direito pela Universidade de Coimbra. Foi Fidalgo da Casa Real; Comendador da Ordem de Cristo, Cavaleiro da Ordem da Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa; Sub-Perfeito do Distrito de Aveiro; Contador Geral da Fazenda Pública no Distrito do Porto; Deputado às Cortes pelo Douro; Senador eleito pelos distritos de Aveiro e Viseu e tomou assento na Câmara do Senado pelo distrito de Aveiro.

Dr. Joaquim Rodrigues Bastos

Nasceu no lugar do Moutedo no dia 8 de Novembro de 1777.

Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra. Foi uma notável figura política e literária. Teve funçoes de Juiz do Tombo da comarca de Barcelos; obteve vários cargos políticos em diferentes distritos; foi Desembargador da mesa do Desembargo do Paço.

No campo literário publicou várias obras como: Biografia da Sereníssima Senhora Infanta D.Isabel Maria; Meditações ou Discursos Religiosos; Colecção de Pensamentos, Máximas e Provérbios; A Virgem da Polónia; Os dois Artistas ou Albano e Virginia. O Dr. Rodrigues Bastos também era colaborador do jornal portuense "O Comércio".

Dr. Nicolau Baptista Teles de Figueiredo Pacheco

Nasceu no dia 18 de Abril de 1802 no lugar de Aguieira.

Para além de ter tirado o Bacharel em Direito pel Universidade de Coimbra foi também: Fidalgo da Casa Real; Juiz de Direito na comarca de Figueira da Foz e posteriormente de Montemor-o-Velho e Midões; Juiz de Fora na comarca de Torres Vedras.

Dr. Joaquim Álvaro Teles de Figueiredo Pacheco

Nasceu a 16 de Abril de 1816. Bacharel em Direito pela Universidade de Coimbra.
Foi Administrador do concelho de Águeda; Fidalgo-Cavaleiro da Casa Real; Procurador da Junta Geral do Distrito de Aveiro; Vereador e Presidente da Câmara Municipal de Águeda; em 1872 foi agraciado com o título de visconde de Aguieira.

Leandro Augusto Martins

Nasceu no dia 7 de Setembro de 1862 no lugar de Aldeia – Arrancada do Vouga.
Emigrou cedo para o Brasil e em pouco tempo, devido às suas capacidades laborais, de empreendedorismo e inteligência, rapidamente atingiu grande fama e fortuna. Foi 3º Presidente do Clube Vasco da Gama do Rio de Janeiro (Brasil). Este foi um grande benemérito para Valongo do Vouga pois ofereceu dinheiro para que se construísse as escolas primárias e preparar todo o terreno em redor.

João Baptista Fernandes Vidal

Nasceu no dia 28 de Março de 1877 no lugar de A-do-Fernando. Tirou o curso de Professor de Instrução Primária.
Foi professor na Escola Primária de Arrancada do Vouga; Delegado da Inspecção Escolar de Aveiro; Secretário e Presidente da Casa do Povo de Valongo do Vouga; Ajudante do Registo Civil na Freguesia de Valongo do Vouga; Presidente da Comissão Administrativa: Secretário da Comissão de Assistência; Juiz de Paz e Juiz dos Árbitros Avindores.

A este homem também se deve a realização de muitos dos melhoramentos públicos da freguesia assim como a criação da escola primária no lugar do Salgueiro.

Dr. Eduardo da Silva Bastos

Nasceu no dia 10 de Fevereiro de 1880 no lugar de Arrancada do Vouga. Formou-se em Medicina pela Universidade do Porto. Exerceu sempre a sua profissão de uma forma nobre e dedicada. Fazia muitas vezes grandes viagens e grandes sacrifícios para conseguir prestar os seus serviços a quem necessitasse. Nunca esquecia os mais pobres e quem não lhe pudesse pagar não cobrava as consultas para além de distribuir gratuitamente medicamentos aos mesmos. era um homem que se dedicava totalmente aos outros sem pedir nada em troca.

Joaquim Soares de Souza Baptista

Nasceu no dia 19 de Janeiro de 1894 no lugar de Arrancada do Vouga. Depois de ter concluido o seu curso de regente agrícola em Coimbra partiu para o Brasil para ir ter com o seu irmão António e para dirigir uma grande exploração agrícola.

Depois de muito tempo no Brasil regressou à sua terra natal onde encontrou um cenário de grande pobreza e fome entre os seus conterrâneos. Fazendo jus á sua preocupação social e decidido a mudar essa situação para assim melhorar as condições de vida dos mais necessitados iniciou um conjunto de obras. Estas para além de melhorarem consideravelmente Valongo do Vouga, foram imprescindíveis para o desenvolvimento e progresso da freguesia.

Foram elas:

             -Reedificou a Capela do Santo António;

             -Construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição;

             -Custeou as Escavações Arqueológicas no Cabeço Vouga;

             -Restaurou a Igreja Matriz, suportando todos os custos;

             -Restaurou a Igreja Matriz do Préstimo;

             -Construiu uma das Escolas Primárias de Valongo;

             -Ofereceu dinheiro para a construção da Estação Telégrafo-Postal em Arrancada;

             -Custeou o quarto salão das Escolas Primárias em Arrancada;

             -Custeou algumas estradas e caminhos da freguesia;

             -Beneficiou o melhoramento da Luz Eléctrica na freguesia;

             -Fundou a Casa do Povo de Valongo do Vouga;

             -Ofereceu a Biblioteca Paroquial à Casa do Povo de Valongo do Vouga;

             -Adquiriu um terreno para depois oferecer à Casa do Povo de Valongo do Vouga;

             -Melhorou o campo de futebol do Cabeço Gordo;

             -Comprou o terreno necessário para construir a Residência Paroquial;

             -Construiu e melhorou várias Fontes Públicas;

             -Imaginou e concretizou um Tribunal Contencioso de Consciência.

Inspector Arménio Gomes dos Santos

Nasceu no dia 9 de Fevereiro de 1900 no lugar de Arrancada do Vouga. Tirou o curso de professor primário em Aveiro. Para além de exercer a sua profissão também dedicou grande parte do seu tempo às letras, tendo publicado várias obras relacionadas com o ensino da Língua Portuguesa. Este senhor era tratado por Inspector porque trabalhou muito tempo com essas funções no distrito de Setúbal, Castelo Branco, Braga e Porto.

Colaborou em vários jornais e revistas da época e foi um dos maiores impulsionadores e autor da famosa revista "Valongo à Vista" que teve grande êxito no público valonguense.

Engenheiro José de Bastos Xavier

Nasceu a 29 de Outubro de 1902 no lugar de Arrancada do Vouga. Formou-se em Engenharia na Faculdade de Engenharia do Porto. Depois de muito tempo a trabalhar para o Estado regressou à sua terra natal e preocupado com os problemas sociais da terra, tornou-se Presidente da Câmara Municipal de Águeda e teve como objectivo principal fornecer água potável às populações entre outros melhoramentos. Foi também Presidente da Direcção da Cooperativa agrícola dos Lavradores de Águeda, publicou alguns romances sendo a Cana ao Vento um dos mais conhecidos e citados.

Dr. Manuel José Archer Homem de Mello

Nasceu a 30 de Agosto de 1930 e era filho do Conde de Águeda, Dr. Manuel Homem de Mello da Câmara. Formou-se em Direito pela Universidade Clássica de Lisboa. Foi deputado à Assembleia Nacional; 2º Secretário da Mesa da Assembleia; Presidente da Comissão Distrital de Aveiro da ANP; Vogal da Comissão de Negócios Estrangeiros e da Comissão Eventual da Comunidade Luso-Brasileira; Presidente da Comissão Executiva da Associação das Empresas do Ultramar; Delegado à Assembleia Geral da ONU, Comissão Política Especial; Assessor Político do Marechal Craveiro Lopes; Conselheiro Político da Presidência da República do Dr. Mário Soares; Vogal da Comissão Política do candidato Dr. Mário Soares à Presidência da República; Director do jornal regional "Soberania do Povo"; Director do jornal "A Capital"; Principal Sócio-fundador das empresas industriais HANDY, LDA e da Cerâmica SOTELHA, LDA. Após o falecimento do seu pai tornou-se proprietário da Quinta de Aguieira. Em 1957 faz uma doação à Junta de Freguesia de Valongo do Vouga de um terreno onde actualmente se encontra a sede da Junta. É também autor de várias obras com índole política.

 António Martins Rachinhas

Nasceu a 15 de Fevereiro de 1937, no lugar de Aguieira. Concluiu o curso comercial, na Escola Industrial e Comercial de Águeda, tendo mais tarde, terminando os seus estudos na Escola Vicente Ferreira, em Luanda. Emigrou para Angola aos dezasseis anos, tendo também desempenhado a sua actividade profissional em Belo Horizonte, Brasil. A sua personalidade dinâmica e activa, repleta de vontade de impulsionar a freguesia onde nasceu, fez com que se envolvesse em vários projectos autárquicos. Em 1979, após o seu regresso definitivo à sua terra, foi eleito Presidente da Assembleia de Freguesia de Valongo do Vouga, tendo depois em sucessivos mandatos exercido as funções de Deputado à Assembleia Municipal de Águeda. Foi, também, vice-presidente da Casa do Povo de Valongo do Vouga. Entre outras obras de interesse para a freguesia, foi o principal impulsionador da criação e construção da Escola E.B 2.3 de Valongo do Vouga, bem como da elevação da freguesia de Valongo do Vouga à categoria de Vila. A sua acção foi também determinante na aquisição do terreno, hoje denominado, “Largo de S. Miguel”, em Aguieira, tendo feito parte da Comissão de Construção da respectiva capela. Como escritor, publicou cinco livros, três dos quais, integralmente dedicados à história da freguesia e vila de Valongo do Vouga: “A Escola C+S de Valongo do Vouga”, “A Paróquia de S. Pedro de Valongo do Vouga”, “A Vila de Valongo do Vouga”, “Rachinhas, Um Nome, Uma Família, Uma Historia” e ainda “Memórias de Uma Vida Tricontinental”. Em sessão realizada em 1 de Julho de 2013, a Junta de Freguesia de Valongo do Vouga atribuiu-lhe o título de “Cidadão Honorário” e a medalha de mérito, em ouro, da Vila de Valongo do Vouga, pelos relevantes serviços prestados à freguesia e vila. Trata-se dum percurso de vida marcada pela participação a todos os níveis, nos assuntos relacionados com a sua freguesia, demonstrando a sua dedicação e amor à terra que o viu nascer.

 

 

 

 

 

 

Foto Galerias »

Veja as fotos que reunimos de eventos, serviços e entidades da nossa freguesia.